Frequentar academia é pecado?

17/03/2023

Nas últimas décadas o culto ao corpo tem crescido assustadoramente e academias juntamente com ateliês de tatuagem cresceram como nunca visto.

Hoje, para muitos, não ter um corpo saudável, musculoso e acompanhado de uma tatuagem é sinônimo de pessoa simples, banal, sem muitos atrativos.

As qualidades para Deus não são as mesmas dos homens. Mas poucos sabem disso. E os que sabem, fingem que não sabem.

Outras pessoas ligam a questão das academias à saúde e longevidade. Isto é puro mito da modernidade. O fato de alguém ser musculoso não quer dizer que não vá pegar doenças ou ter vida longa. Estes fatores estão ligados mais a hereditariedade, meio ambiente, alimentação, grau de estresse onde vive, etc.

Um homem musculoso mas estressado e consumindo má alimentação tem mais chances de contrair doenças ou de vida curta do que aquele que tenha vida monótona mas bem alimentado e sem estresse.

Quem coloca esta pergunta do tútulo deste artigo no Google, vai observar que padres que respondem a questão, demonstram um certo receio em ofender a sensibilidade das pessoas, dando uma resposta mais suave sem entrar muito em detalhes. Os evangélicos também amenizam e chegam até mesmo a sugerir trajes adequados para uso em academias.

Essas respostas infelismente não condizem com a realidade.

Frequentar academia em si não é pecado, mas sim as ações que geram tentações no frequentador. Assim o local torna-se num grande gerador de pecados; senão vejamos:

Vaidade:

O primeiro pecado que emana da questão academia é a vaidade. Ligada ao orgulho, foi o primeiro pecado de que se tem notícia; aquele que afastou o anjo caido de Deus por sua vaidade em querer comparar-se a Deus.

Foi o mesmo pecado de Eva. Desobediência para tornar-se grande, poderosa, orgulho e vaidade.

Ora, em academia não se busca ser o menor, o mais simples e escondido, o mais fraco, o mais feio, o mais humilde, como fizeram todos os santos amados por Deus. Mas busca-se justamente o contrário, grandeza, poder, beleza física, ostentação; todos os atributos que afastam uma alma de Deus.

Quem não se contenta com o corpo que Deus lhe deu e deseja modifica-lo é toda uma questão de vaidade e orgulho. É uma questão puramente de exibicionismo. Se alguém fosse condenado a morar sozinho numa ilha, não teria a menor preocupação com modelagem física, pelo simples fato de não ter a quem se mostrar.

Visão:

Nós pecamos por pensamentos, palavras, atos e omissões. Os pecados da visão estão inseridos em nossos atos que é mais especificamente; "O ato de olhar o que não deve".

Ora, na academia as mulheres estarão com roupas sumárias e coladas ao corpo nas mais degradantes posições. E os homens nas mesmas condições. Assim, as mulheres provocarão pecados ligados a sensualidade nos homens e os homens nas mulheres, tudo através do ato da visão.

O pecado da visão com relação às pessoas, quase sempre é duplo. Peca quem olha e também quem provoca o olhar. A academia torna-se neste aspecto em verdadeiro celeiro de pecados ligados a sensualidade. É assim, um antro que não deve ser frequentado por um católico.

É sabido também, que muitos homens, veem no ambiente de academia, não apenas um local de exercícios físicos, mas também um local de paquera e de exibicionismo.

Academia como vemos hoje, é um fenômeno novo. Há algumas décadas nem se ouvia falar. As pessoas para se exercitar fisicamente, usavam os parques ou mesmo em casa com a aquisição de algum aparelho apropriado.

Com relação ao trato do corpo aqueles que buscam academia, fazem o caminho inverso dos santos de todos os tempos. Pois ao contrário de desejarem um corpo saudável, pouco se alimentavam e muitos açoitavam seus corpos, usavam correntes na cintura e todo tipo de artifícios que pudesse causar sofrimento ao corpo. Além de que usavam roupas que cobriam quase todo o corpo e não tinham a menor vaidade. Davam ao corpo aquilo que ele deve ser; templo do Espirito Santo e não vitrine de exibicionismo.

Deus não quer salvar corpos corruptíveis e mortais e sim almas. Muitos santos inclusive, não tiveram o menor atributo de beleza física, por exemplo, o caso de São Francisco, São Tomaz de Aquino e muitos outros, entretanto, grandes e belos para Deus.

Muitos evangélicos erroneamente ou por conveniência interpretam 'templo do Espirito Santo', como se tivéssemos que cuidar do corpo, incluindo assim, academia em suas agendas. O 'templo do Espirito Santo' refere-se a mantermos nosso corpo longe do pecado, principalmente aqueles que envolvem o corpo.

Os santos nos dão os melhores exemplos do uso do corpo. Nenhum deles demonstrou a menor preocupação com estética, condicionamento físico, beleza corporal. Ao contrário, castigavam seus corpos, mas ao mesmo tempo os mantinham como templo do Espirito Santo por sua integridade e vida em santidade.

A figura do fortão, musculoso, ou da mulher bem delineada como se veem nas academias nunca foi visto entre os santos e santas em toda a história do catolicismo. Como é que agora, alguém que se diz católico pode admirar e querer se transformar numa figura dessas?

Conclui-se que academia e católico verdadeiro não combina. Aquele que quer salvar o corpo, pode perder a alma através dos olhares que pratica ou que provoca, do exibicionismo, dos pensamentos e da soberba de não se contentar com o que lhe foi dado por Deus. (Redação "Vida e Fé Católica)

Leia também

Sodomia significa a prática de relações sexuais de qualquer tipo entre pessoas do mesmo sexo, sejam homens ou mulheres.

Após o assassinato da jovem Giulia Cecchetin em 11 de novembro, a Itália descobriu que está ameaçada pelo patriarcado. Uma reportagem do jornal La Reppublica no dia 24 trazia uma eloquente manchete: Feminicídios: vamos acabar com a hecatombe. A tese, que é a mesma propagada pela mídia, redes sociais e todo tipo de influenciadores, é que há uma onda...